Uncategorized

Biden diz que defenderia Taiwan de uma invasão da China

Perguntado se ele quis dizer que, ao contrário da Ucrânia, forças dos EUA, homens e mulheres, defenderiam Taiwan no caso de uma invasão chinesa, Biden confirmou: “Sim”

fique por dentro

Eleições Piso da enfermagem Concurso do INSS Coroa da rainha Ator preso Biden diz que defenderia Taiwan de uma invasão da China Presidente dos Estados Unidos deu a declaração em uma entrevista em Londres, onde ele está para o funeral da rainha Elizabeth II. Por Reuters

18/09/2022 20h50 Atualizado 18/09/2022

1 de 1 O presidente dos EUA Joe Biden acompanhado da primeira-dama Jill Biden chega ao Palácio de Buckingham em LondresFoto: Markus Schreiber via Reuters O presidente dos EUA Joe Biden acompanhado da primeira-dama Jill Biden chega ao Palácio de Buckingham em LondresFoto: Markus Schreiber via Reuters

O presidente dos EUA, Joe Biden , disse em uma entrevista transmitida neste domingo (18) que as forças americanas defenderiam Taiwan no caso de uma invasão chinesa.

Questionado pelo programa CBS 60 Minutes se as forças americanas defenderiam a ilha auto-governada reivindicada pela China , ele respondeu:

“Sim, se de fato houver um ataque sem precedentes”, disse Biden.

Perguntado se ele quis dizer que, ao contrário da Ucrânia, forças dos EUA, homens e mulheres, defenderiam Taiwan no caso de uma invasão chinesa, Biden confirmou: “Sim”.

Biden também falou sobre a guerra na Ucrânia. Para o presidente americano, os ucranianos não estão perdendo a guerra e estão conseguindo vencer em algumas regiões.

Joe Biden e sua esposa Jill estão em Londres para o funeral da rainha Elizabeth II, que ocorrerá nesta segunda-feira (19).

Joe Biden chega a Londres para o funeral da Rainha Elizabeth II